MÍDIA

Reportagens da série "Condenadas" ,apresentada pelo G1 ,são norteadas por pesquisas realizadas pelo CRISP em prisões femininas da Região Metropolitana de Belo Horizonte

"Mesmo presas, essas mulheres tentam, da sua forma, da forma que lhes cabe, cuidar da sua família. E a única forma que elas encontram é não requerendo essa visita, não insistindo para que as visitem."

-Luana Hordones (CRISP/UFMG)

Veja aqui
Veja aqui

 

 


A guarda municipal enquanto força policial? Limites e possibilidades

Participação do professor Cláudio Beato na Mesa 5 do Encontro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública

Veja aqui

 


 

Solução para condições subumanas no sistema prisional passa por prender menos e soltar mais, defende pesquisadora do Crisp

“A prisão aumenta o engajamento no crime. É possível pensar em outras formas de punir, compartilhando essa responsabilidade com a comunidade”

Veja aqui

 


 

Presidente recebe pesquisadora da UFMG

"Professora Ludmila Ribeiro apresentou dados de investigações sobre criminalidade"

Veja aqui

 


 

Em 10 anos, os número de casos arquivados em Belo Horizonte aumentou de forma espantosa segundo pesquisa realizada pelo CRISP.

"Muitos desses crimes já chegam ao tribunal do juri com a prescrição da pena, o tempo que levou para percorrer no fluxo da justiça foi superior ao estimado pela lei, então há a perda da possibilidade de punir o autor" - Flora Lima Moara (Pesquisadora do CRISP)

Veja aqui

 


 

Demora na investigação de homicídios leva a impunidade, diz pesquisa da UFMG (CRISP).

Veja aqui

 


 

Pessoas ligadas à área de segurança pública defendem melhorias nas polícias e mudanças na lei, aponta pesquisa realizada pelo CRISP.

Veja aqui

 


 

Arquivamento cresceu 700% passando de 124, em 2003, para 988, em 2013, segundo levantamento do CRISP.

Veja aqui

 

Veja Também

 


 

Reportagem do jornal O Tempo aponta levantamento do CRISP em que quase metade dos processos de homicídio prescreve em BH.

"Além de tempo longo entre datas de crime e júri, há casos em que réu morre antes de receber pena"

Veja aqui

 


 

Reportagem do jornal O Tempo revela dados da pesquisa sobre os inquéritos policiais do CRISP.

"Só quando se tem informação na cena do crime se esclarece o caso. Nossa polícia não consegue investigar porque está presa a testemunhos, depoimentos. Isso que vemos nos filmes (sobre investigações) não ocorre aqui" - Ludmila Ribeiro (Professora/Pesquisadora do CRISP)

Veja aqui

 


Reportagem divulga em primeira página resultados da pesquisa "Audiências de custódia em BH: um panorama".

Reportagem de primeira página veiculada hoje (02/05) no jornal Estado de Minas sobre o Relatório da pesquisa "Audiências de custódia em BH: um panorama".

Veja aqui

 


 

Discutindo a reforma das polícias no Brasil - Civitas - Revista de Ciências Sociais

Em artigo recente publicado pela Revista Civitas, os professores Claudio Beato e Ludmila Ribeiro discutem a reforma das polícias no Brasil.

O trabalho faz parte de um dossiê, organizado pelos professores professores Máximo Sozzo (UNL - Argentina) e Rodrigo Ghiringhelli (PUCRS - Brasil), que reúne artigos de vários pesquisadores sobre a reforma das polícias na América Latina.

Veja aqui

 


 

Acadêmicos, Sociedade Civil e Defensoria Pública Elencam

10 Razões para aprovar o PLS 554/2011 que institui as audiências de custódia em todo o Brasil.

 


 

Manifesto Contra a Revogação do Estatuto do Desarmamento

O 10º Encontro Anual do Fórum Brasileiro de Segurança Pública foi marcado também pelo lançamento do Manifesto Contra a Revogação do Estatuto do Desarmamento.

O documento é assinado por 57 pesquisadores nacionais e internacionais, dentre eles, o coordenador do Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública - Crisp/ UFMG, Prof. Claudio Beato, e a Profa. Ludmila Ribeiro, e apoiado por 16 organizações da sociedade civil.

O intuito do manifesto "é informar a sociedade sobre as evidências científicas disponíveis acerca da efetividade do Estatuto do Desarmamento como um instrumento para salvar vidas".

Veja aqui

 


 

Núcleo de Estudos da Violência da USP

 

Professora e Pesquisadora do CRISP: Ludmila Ribeiro, da UFMG - apresentou o seminário: "Os múltiplos significados do policiamento comunitário na cidade maravilhosa: de proximidade a normalização".

 


 

II Jornada Internacional de Seguridad Ciudadana - Ciencia, Tecnología y Políticas Públicas

 

O coordenador do Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública - Crisp/ UFMG, Claudio Beato, esteve participando da "II Jornada Internacional de Seguridad Ciudadana - Ciencia, Tecnología y Políticas Públicas", na Cidade de Córdoba, Argentina.

Na oportunidade, foi assinado um convênio entre a Facultad de Psicología - UNC, e o CRISP/UFMG, com vistas a promover o intercâmbio de pesquisadores, a realização de cursos e estimular a produção de pesquisa comparada.

Na foto, Olga Josefina Puente, Decana da Facultad de Psicologia; Claudio Beato, Codenador do CRISP/UFMG; Luisa Sanchez, Representante do Centro de Excelência da Oficina das Nações Unidas a Drogas e o Delito UNODC; Roberto Gonzalez, Director del Observatorio de Estudios sobre Convivencia y Seguridad Ciudadana.

 


 

Metodologia das APACs

Pesquisador Victor Neiva comenta sobre a dinâmica de funcionamento das APACs em Minas Gerais.

victor-aparicao

Veja aqui

 


 

Manifesto Contra a Revogação do Estatuto do Desarmamento

O Professor Claudio Beato, coordenador do Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública - Crisp/ UFMG, assina junto a outros 56 pesquisadores da área de Segurança Pública em todo o Brasil o Manifesto Contra a Revogação do Estatuto do Desarmamento. O documento será lançado hoje (21/09) no 10º Encontro Anual do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

"O texto, que também tem apoio de 16 instituições, usa resultados de pesquisas científicas para sustentar que mais armas de fogo em circulação não causam redução da insegurança, mas, sim, levam a mais violência letal, segundo evidências obtidas nesses estudos."

ARMAS3 RJ 16/07/2004 - ARMA/DEVOLVE - CIDADES OE JT - Devolucao de armas de fogo na Policia Federal, de acordo com a nova lei, que prevee indenizacoes de R$ 100 a R$ 300, de acordo com o tipo de arma. Na foto, armas que foram entregues na PF, no centro do Rio de Janeiro. Foto: TASSO MARCELO/AGENCIA ESTADO/AE

Veja aqui

 


 

Cobertura sobre a criminalidade em cidades do interior

MGTV 1ª Edição - Entrevista com o Professor Pesquisador do CRISP, Bráulio Figueiredo Alves da Silva.

 

Entrevista Bráulio

Veja aqui

 


 

O Dia - Brasil

Professora Pesquisadora do CRISP, Ludmila Mendonça Lopes Ribeiro, fala em matéria sobre o tempo de processamento na Justiça brasileira.

 

Lud matéria edit

Leia aqui

 


 

Opinião Minas

Pesquisadora do CRISP, Valéria Cristina de Oliveira, fala sobre a questão do porte de armas de fogo.

 

Val Entrevista

Veja aqui

 


 

Comissão Especial Unificação das Polícias Civis e Militares

Participação do Coordenador do CRISP da UFMG, Professor Claudio Beato, na audiência pública de unificação das polícias civis e militares.

 

Claudio Unificação

Veja aqui

 


 

Jornal Destak

UPPs vão acabar após Jogos, dizem moradores.

 

Jornal Destak      Jornal Destak2

Leia aqui

 


 

Globo News

Edição do jornal das 18 h - Entrevista com a Professora Pesquisadora do CRISP, Ludmila Mendonça Lopes Ribeiro.

 

Lud entrevista

Veja aqui

 


 

Rádio Nacional

Pesquisa mostra que moradores de comunidades apoiam UPPs.

 

Rádio_Nacional_do_Rio_de_Janeiro_logo

Ouça aqui

 


 

Portal EBC

Pesquisa mostra que moradores de comunidades apoiam UPPs.

Portal EBC

Leia aqui

 


 

Fóruns Estadão 2018 - Segurança

Participação do Coordenador do CRISP da UFMG, Professor Claudio Beato, como palestrante do Fórum Estadão 2018.

 

Cláudio Estadão 2018

Veja aqui

 


 

Cobertura da Pesquisa Nacional de Vitimização

MGTV 2ª edição - Entrevista com a pesquisadora do CRISP, Valéria Cristina de Oliveira.

 

Valeria print

Veja aqui

 


 

Entrevista com Claudio Beato - Roda Viva

Coordenador do CRISP da UFMG, Professor Claudio Beato, vai ao Roda Viva falar sobre a onda de violência em São Paulo.

 

claudiobeato

Veja aqui

 


 

Texto para Discussão - Armas de Fogo e Vitimização

Existe hoje no Brasil um intenso debate acerca do papel das armas como instrumentos de defesa dos cidadãos. Os autores buscaram avaliar se ter ou não uma arma em casa é fator associado à chance de se tornar vítima de diferentes tipos de crimes. A pergunta é legítima, mas deve ser respondida à luz de argumentos empíricos. Neste “Texto para Discussão -  Nº 1” são apresentados os resultados preliminares de investigação em andamento acerca do tema, por meio da análise quantitativa dos dados da I Pesquisa Nacional de Vitimização, realizada entre os anos de 2010 e 2012 pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), Instituto Datafolha e pelo Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública (CRISP/UFMG).

Leia o texto na integra:

Veja aqui

 


 

Ata de Seleção

Veja aqui