MÍDIA

Violência doméstica aumenta durante período de isolamento

Pesquisadoras do CRISP falam sobre o aumento da violência doméstica durante o isolamento social


Tendência de queda de crimes violentos em Minas Gerais

“Temos uma nítida trajetória de redução consistente dos índices de criminalidade em Minas Gerais, sobretudo dos roubos. Mas, com o isolamento, certamente ocorreu uma redução dos chamados crimes de oportunidade."

-Bráulio Figueiredo Alves da Silva. (CRISP/UFMG)

Veja aqui


Pandemia na periferia: “quem é por nós?”

Veja aqui


O quadro dramático do sistema prisional

 


Violência doméstica na pandemia: como agir?


Pandemia e segurança pública


Especialista fala sobre segurança nas escolas

 

Veja aqui

 


Newsletter do CRISP aborda impactos da COVID-19 na segurança pública

 

“É muito importante que as pessoas façam as melhores escolhas em relação à prevenção da Covid-19. A Universidade cumpre o papel essencial de mostrar a gravidade do cenário e desconstruir narrativas que diminuam o impacto da pandemia, além de transmitir informações qualificadas para o governo tomar a melhor decisão possível"

-Ludmila Ribeiro

Veja aqui

Pesquisa do CRISP indica aumento da violência doméstica durante o isolamento

Veja aqui

Combate à pandemia nas penitenciárias depende de medidas que reduzam a superpopulação

"Pesquisadoras do Crisp-UFMG afirmam, por exemplo, que grande parte das mulheres presas poderia estar em casa, mas esse direito não é respeitado"

Veja aqui

Medo de contrair a COVID-19 supera o medo de perder o emprego

Pesquisa do Instituto Olhar/Crisp-UFMG, divulgada com exclusividade pelo Estado de Minas

Veja aqui

Coronavírus amplia a violência doméstica

“Percebemos a química explosiva da associação de isolamento, somada ao estresse, à redução da renda, à perda de empregos e a uma presença maior de jovens, como capaz de gerar mais violência doméstica. O isolamento potencializou esses fatores e isso explica a agressividade nos lares”

-Bráulio Figueiredo Alves da Silva. (CRISP/UFMG)

Veja aqui

Violência doméstica pode ter aumentado dentro do lar

Reportagem da UFMG sobre a pesquisa realizada pelo Instituto Olhar, NetQuest e Crisp.

Veja aqui

População da grande BH tem medo do Coronavírus

Reportagem do jornal Estado de Minas sobre estudo realizado pelo Instituto Olhar/Netquest/Crisp

Veja aqui

Na Covid-19, precisamos ir além do registro de violência doméstica

Textos das pesquisadoras Ludmila Ribeiro e Valéria Oliveira (CRISP/UFMG)

Veja aqui

Delinquência e violência juvenil são temas de evento internacional em Ribeirão Preto

"Com pesquisas destacadas em publicações científicas das mais diversas, Valéria Cristina de Oliveira apresenta seus estudos sobre um tema atual e da maior relevância na formação dos jovens: a desigualdade escolar."

Veja aqui

Ribeirão Preto recebe seminário internacional sobre delinquência juvenil

"Com pesquisas destacadas em publicações científica, a brasileira Valéria Cristina de Oliveira apresenta seus estudos sobre um tema atual e da maior relevância na formação dos jovens: a desigualdade escolar. No seminário, ela abordará “Violência em contexto escolar: os efeitos do lugar e o papel da escola”.

Veja aqui

Encontro em Ribeirão discute delinquência juvenil


Cotidiano de mulheres que vivem na rua em Belo Horizonte

“Muitas vezes elas se submetem ao sexo inseguro pelo medo de serem violentadas”

-Ludmila Ribeiro (CRISP/UFMG)

Veja aqui

Quase 15 mil mortes violentas não têm explicação em Minas


Pesquisadora do Crisp analisa decreto que facilita a posse de armas no Brasil

" A professora Valéria de Oliveira, da Faculdade de Educação da UFMG e pesquisadora do Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública (Crisp), analisou o texto do decreto e seus possíveis impactos na segurança pública do país."

Veja aqui

Procura por armas cresce entre as mulheres de BH

“A pessoa que adquiriu uma arma precisa saber usar. Mas, sobretudo, ter autocontrole e ser acompanhada em testes rigorosos”

-Frederico Marinho (CRISP/UFMG)

Veja aqui

Pesquisa do CRISP constata avanço nas Audiências de Custódia

Reportagem da UFMG sobre pesquisa de avaliação das audiências de custódia.

Veja aqui

Quase 15 mil mortes violentas em Minas Gerais não têm explicação

“Um homicídio não é algo tão objetivo de se classificar. Às vezes, um corte no pescoço de um corpo pode ter sido feito pela própria pessoa ou por outra. Se alguém caiu de uma ponte, pode ter sido empurrado ou pulado, por exemplo”

- Valéria Oliveira (CRISP/UFMG)

Veja aqui

Taxa de homicídio cai em Minas Gerais e contrasta com outros estados

Veja aqui

Minas Gerais economiza R$ 230 mil com tornozeleira eletrônica

Quando a polícia for acionada para casos de detentos que burlaram o monitoramento, ela deve agir rápido, priorizando essas ocorrências. Não basta colocar a tornozeleira, tem que monitorar.

- Frederico Marinho (CRISP/UFMG)

"Esta é uma medida de longo prazo que alguns tendem deixar de lado, mas que é importantíssima. Nós não podemos apenas preparar o sistema para receber mais presos, temos que evitar o surgimento de infratores."

-Bráulio Figueiredo

Veja aqui

Apuração do caso Marielle: o que não aprendemos com os trabalhos acadêmicos

Veja aqui

A resposta do judiciário ao homicídio demonstra a nossa face de indiferença

Reportagem do G1 com dados de pesquisa coordenada pela pesquisadora Ludmila Ribeiro (CRISP/UFMG)

Veja aqui

Dois anos depois, metade dos casos de homicídio continua na polícia

Reportagem do G1 com dados de pesquisa coordenada pela pesquisadora Ludmila Ribeiro (CRISP/UFMG)

Veja aqui

Programa Panorana sobre violência nas escolas (ALMG)

 

Veja aqui


Morte de estudante em BH é um alerta para nível de violência em instituições de ensino

“Todo tipo de intervenção, seja no âmbito coletivo ou individual, é muito importante. É preciso identificar os problemas que cercam o convívio dos alunos para oferecer respostas capazes de ao menos minimizar os problemas”

-Valéria Oliveira (CRISP/UFMG)

Veja aqui

Medo nas escolas

“Todo tipo de intervenção, seja no âmbito coletivo ou individual, é muito importante. É preciso identificar os problemas que cercam o convívio dos alunos para oferecer respostas capazes de ao menos minimizar os problemas”

-Valéria Oliveira (CRISP/UFMG)

Veja aqui

Caso Marielle reflete falhas de investigações pelo país

"Por outro lado, o crime tem características específicas que em tese deveriam facilitar o esclarecimento, como imagens de câmeras, identificação de carro, pessoas que passavam; Mas estatisticamente é muito difícil um caso sobreviver depois de seis meses de investigação"

-Ludmila Ribeiro (CRISP/ UFMG)

Veja aqui

Minas têm 195 apreensões de drogas por dia

“Aqueles que não têm proteção e são presos com quantidade menor de drogas”

-Ludmila Ribeiro (CRISP/UFMG)

Veja aqui

Há perigo na entrega de quentinhas na prisão?

"Fica mais fácil entrar com celular e arma. São 12 pavilhões (Nelson Hungria) e, no mínimo, 6.000 refeições por dia, se pensarmos em café da manhã, almoço e jantar."

-Ludmila Ribeiro (CRISP/UFMG)

Veja aqui

Violência nas escolas é tema de discussão em seminário na Fundação João Pinheiro

Veja aqui

OIT apresenta diagnóstico do trabalho escravo no Maranhão

Reportagem da Folha Nobre sobre  pesquisa “Mensurando o Trabalho Escravo Contemporâneo no Estado do Maranhão – 2017”  desenvolvida por pesquisadores do CRISP.

Veja aqui

Páginas: 1 2 3